produtos forever - a base de aloe vera mais saúde em sua mesa. visite no endereço:

http://www.toni-forever.blogspot.com

domingo, 28 de março de 2010

Tudo nas notícias de um dia

O QUE acha de todo o crime e a violência divulgados nas notícias? É apenas um exagero ou estão as coisas realmente tão sérias que em algumas localidades as pessoas vivem constantemente com medo de serem feridas ou assaltadas? Vejamos as notícias de apenas um dia na cidade de Nova Iorque.

“Assassinato brutal num sinal fechado — a vítima levou 5 tiros na cabeça.” “Tiro arranca a cabeça dum homem num bar da Broadway.” “Assassinos afogam a mulher após obrigá-la a assistir à morte do marido.” “Estripador pode estar dominado pela ‘Obsessão de Matar’.”

Estas são apenas algumas das manchetes de quase duas páginas inteiras de nada mais do que reportagens sobre os mais horríveis assassinatos — tudo nas notícias de um só dia, no Post de Nova Iorque, de 30 de dezembro último. Coisas semelhantes ocorrem em muitas partes do mundo.

Aparentemente preocupados com este tipo de notícias, os editores publicaram uma nota no dia seguinte, intitulada: “O crime grassa: precisamos maior policiamento.” Depois de resumir as notícias do dia anterior, o editorial perguntou: “O que está acontecendo com esta sociedade? O que se passa na mente dos jovens assassinos que não dão apenas um tiro à queima-roupa na cabeça dum homem, mas sim cinco?” Destacou que a situação se torna “crescentemente insegura” e que estamos num “declive rumo à ilegalidade”.

Ruim como foi, apenas dois dias depois o mesmo jornal trouxe a seguinte manchete de primeira página, com letras de uns 5 cm de altura: “10 Assassinatos, início violento de um novo ano.” O artigo iniciava: “O Ano Novo na cidade começou violentamente — com pelo menos 10 assassinatos nas primeiras 24 horas de 1981.”

Nas reportagens ocorriam expressões tais como “absolutamente sem sentido”, “sem nenhuma razão”, “sem aviso” e “cada vez mais brutal”. É de admirar que tantas pessoas vivam cheias de medo?

Tudo isso reflete claramente o que a Bíblia diz a respeito duma época marcada pelo “aumento do que é contra a lei”, de tempos “difíceis de manejar”, quando os homens seriam incontrolados e violentos e passariam “de mal a pior”. As notícias de cada dia somam-se à prova de que vivemos nessa época — nos “últimos dias” deste sistema de coisas. — Mat. 24:12; 2 Tim. 3:1-5, 13.

Nenhum comentário: