produtos forever - a base de aloe vera mais saúde em sua mesa. visite no endereço:

http://www.toni-forever.blogspot.com

domingo, 28 de março de 2010

Grupos de Pressão

A pressão que os anunciantes exercem sobre os editores de notícias atinge ainda mais as notícias que o público recebe. Na década de 40 uma revista dos EUA perdeu anúncios de fabricantes de piano quando publicou um artigo que mostrava as vantagens de se usar o violão para acompanhar o canto. Mais tarde, a revista publicou um editorial contendo altos elogios ao piano! Assim, não deveria surpreender a relativa escassez de artigos que exponham os perigos do fumo, em vista do número de revistas em que os anúncios de cigarros constituem uma das principais fontes de renda.

Outra área de pressão envolve os próprios leitores ou telespectadores. Raymond Castans ex-diretor de uma estação popular de rádio francesa, explicou que seus ouvintes eram, na maioria, conservadores, de modo que era preciso ter cuidado de não deixá-los aborrecidos. Por conseguinte, será surpresa que, num país em que predomine certa religião, fatos desagradáveis sobre ela tenham sido abafados ou amainados?

Grupos ou indivíduos extremistas, que acham que a mídia não dá bastante atenção às suas opiniões, também exercem pressão. Há alguns anos, os terroristas que seqüestraram Aldo Moro, ex-primeiro-ministro da Itália, insistiram que a televisão, o rádio e os jornais italianos dessem ampla cobertura às suas reivindicações. Similarmente, terroristas que seqüestram aviões e fazem reféns, ganham as manchetes de TV e, assim, obtêm a publicidade que almejam.

Os jornalistas às vezes são acusados de serem conformistas, de perpetuarem sistemas e opiniões estabelecidos. Mas, será que podemos esperar que uma indústria que procura granjear o máximo de leitores ou de ouvintes propague idéias e conceitos contrários aos da maioria das pessoas a quem ela serve?

Um problema relacionado é que, em muitos países, os custos ascendentes fizeram com que os diários se coligassem, formando assim literais “impérios da imprensa” concentrados nas mãos de pequenos grupos ou até de uma única pessoa. Se o número de proprietários continuar a diminuir, isto limitará a variedade de opiniões publicadas.

Nenhum comentário: