produtos forever - a base de aloe vera mais saúde em sua mesa. visite no endereço:

http://www.toni-forever.blogspot.com

terça-feira, 30 de março de 2010

Maconha - o que causa a seu corpo ?

Considere, por exemplo, os seus pulmões. Mesmo os mais empedernidos defensores da maconha admitem que inalar fumaça não lhe poderia fazer nenhum bem. A fumaça da maconha, assim como a do fumo, abrange diversas substâncias tóxicas, tais como o alcatrão. O Dr. Forest S. Tennant Jr. pesquisou 492 soldados do Exército dos EUA que tinham consumido maconha. Cerca de 25 por cento deles “sofriam dores de garganta por fumarem a cannabis, e por volta de 6 por cento declaravam ter sofrido de bronquite”. Em outro estudo, verificou-se que 24 dentre 30 consumidores de maconha apresentavam, nos brônquios, “lesões características dos estágios iniciais de câncer”.

Na verdade, ninguém pode garantir que tais pessoas realmente contrairão câncer mais tarde. Mas desejaria você correr tal risco? Ademais, a Bíblia diz que Deus “dá a todos vida, e fôlego”. (Atos 17:25) Estaria você mostrando respeito pelo Dador da vida se inalasse deliberadamente algo que prejudicasse os pulmões e a garganta?

Em Eclesiastes 12:6, chama-se poeticamente o cérebro humano de “a tigela de ouro”. Sendo um pouco maior do que seu punho fechado, e pesando apenas um quilo e quatrocentos gramas, o cérebro não é somente o receptáculo precioso de suas recordações, mas também o centro de comando de todo o seu sistema nervoso. Tendo isto presente, observe o aviso dado pelo Instituto de Medicina: “Podemos afirmar com confiança que a maconha produz efeitos agudos sobre o cérebro, incluindo alterações químicas e eletrofisiológicas.” Na atualidade, não existe prova conclusiva de que a maconha prejudique de forma permanente o cérebro. Todavia, não se deveria desprezar levianamente a possibilidade de que a maconha possa, de algum modo, deveras causar danos à “tigela de ouro”.

E que dizer da perspectiva de, algum dia, você se casar e ter filhos? O Instituto de Medicina comunicou que a maconha é reconhecida “como causando defeitos congênitos, quando administrada em grandes doses a animais experimentais”. Se tem os mesmos efeitos sobre os humanos é algo ainda não comprovado. Lembre-se, porém, que os defeitos congênitos (tais como os causados pelo hormônio DES) não raro levam anos para manifestar-se. Assim, ainda resta ver o que o futuro reserva para os filhos — e os netos — dos que fumam maconha. O Dr. Gabriel Nahas afirma que fumar maconha poderia ser uma “roleta genética”. Deveria assumir tais riscos alguém que encara os filhos como “uma herança da parte de Deus”? — Salmo 127:3.

Nenhum comentário: