produtos forever - a base de aloe vera mais saúde em sua mesa. visite no endereço:

http://www.toni-forever.blogspot.com

sábado, 10 de julho de 2010

Dor de garganta “computadorizada”



Operadores de computador que procuram se livrar de dores nas mãos e nos braços usando sistemas de reconhecimento de voz enfrentam o que alguns consideram um problema mais sério: rouquidão crônica e até a perda total da voz, informa o jornal The Globe and Mail, do Canadá. Como cada palavra precisa ser pronunciada de forma distinta e exatamente no mesmo tom e volume para ser compreendida pelo computador, os usuários não respiram normalmente, e as cordas vocais tendem a perder a tensão. O Dr. Simon McGrail, da Universidade de Toronto, disse ao Globe que isso pode levar ao desenvolvimento de pólipos ou úlceras nas cordas vocais devido ao repetido atrito das pregas vocais, ou as próprias cordas podem ficar fatigadas. Para manter a saúde das cordas vocais, os fonoaudiólogos recomendam que os usuários limitem o tempo que as usam ao computador, façam pausas com freqüência, bebam bastante água e evitem o álcool, a cafeína e remédios que ressequem as cordas vocais.

Crianças desaparecidas



Em 1995, 17.191 pessoas foram dadas por desaparecidas no Estado de São Paulo. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, “cerca de 10% são encontradas mortas”. Entre os desaparecidos ‘houve 495 casos na faixa etária entre 0 e 7 anos e 1.922 entre 8 a 12 anos’. “Somem mais meninos do que meninas”, informa o delegado de Polícia Paulo de Tarso Roggiero. Além dos casos de rapto, as principais causas são ‘pais que trabalham fora e deixam os filhos sozinhos, a pobreza, a violência e até notas baixas na escola’. “A polícia recomenda que as crianças, desde bebês, tenham carteira de identidade.” Explica o delegado: “Os traços dela podem mudar com o tempo, mas as impressões digitais não.” Ele também recomenda que a criança saiba de cor seu nome completo e o dos pais, seu endereço e telefone.

Paixão e chocolate



Em muitos países é costume o homem dar chocolate à mulher como demonstração de amor. É interessante que as fortes emoções despertadas por comer chocolate e o sentimento de paixão por alguém podem ter algo em comum: um aumento da produção do hormônio feniletilamina no cérebro. Segundo o jornal The Medical Post, de Toronto, Canadá, Peter Godfrey, pesquisador australiano, determinou a estrutura da “molécula do amor”, como ela tem sido chamada. De posse dessa nova informação, os cientistas esperam aprender mais sobre como as emoções são desencadeadas no cérebro. O achado, comentou o Post, “pode explicar a compulsão de alguns por chocolate”.

Aviso sobre os alimentos com baixo teor de gordura



Testes de sabor realizados por consumidores revelam que os ingredientes usados para substituir a gordura em muitos dos produtos com baixo teor de gordura não são tão cremosos como a gordura, informa o jornal Globe and Mail, do Canadá, e podem levar as pessoas a comer mais ou acrescentar coberturas e ingredientes extras para compensar a falta de sabor. Os ingredientes acrescentados para substituir a gordura, como o açúcar, o sal e sabores artificiais, em geral não possuem valor nutritivo algum, segundo o Dr. David Jenkins, professor de nutrição e fisiologia da Universidade de Toronto. O Dr. Jenkins aconselha: “Não há problema se as pessoas decidem que uma das maneiras de reduzir a gordura é comer alimento com baixo teor de gordura desde que os alimentos sejam nutritivos.” Ele sugere que as verduras, os legumes, as frutas e os cereais, além de frutos secos com baixo teor de gordura e produtos à base de soja, são boas opções.

Pais desorientados



No que diz respeito a educar os filhos, a grande maioria dos pais diz que o “êxito social” e a “autonomia” são suas principais prioridades, e acham que cabe aos filhos escolher seus próprios valores de moral, de acordo com uma pesquisa que foi assunto de reportagem da revista francesa L’Express. Quando indagados sobre se o objetivo da educação é ensinar valores de moral corretos, 70% dos pais de crianças entre 6 e 12 anos responderam que não. Sessenta por cento dos pais e professores entrevistados consideram as crianças despreparadas para o futuro e, ainda assim, crêem paradoxalmente que os filhos serão membros úteis da sociedade, informou a revista. A pesquisa confirma os receios de alguns, comenta a L’Express, de que “os pais de hoje não sabem mais qual é o seu papel e suas responsabilidades”.

Apelo por escuridão



Astrônomos da França estão lutando por mais escuridão. A grande quantidade de luz indesejável das áreas urbanas torna quase impossível enxergar com clareza os céus estrelados. De acordo com a revista Le Point, os astrônomos estão requerendo das autoridades a colocação de refletores que direcionem a luz das lâmpadas das ruas para baixo e uma legislação que obrigue que as luzes néon de propaganda e dos prédios de escritório e shows de canhão laser sejam apagadas às 23 horas. Michel Bonavitacola, presidente do Centro de Proteção do Céu Noturno, argumenta: “Hoje em dia nem uma criança em cem pode dizer que viu a Via Láctea. Esse espetáculo esplêndido e gratuito nos ajuda a entender o nosso verdadeiro lugar no Universo.”

Madeira à prova de pragas



Um pagode de madeira em Nara, no Japão, resiste a roedores, cupins e microorganismos já há 1.200 anos, segundo reportagem da revista New Scientist. Representantes da Universidade Nacional de Seul, na Coréia, e dois cientistas japoneses empreenderam uma pesquisa para saber o que torna o pagode tão repulsivo para pragas. Ao testarem o tipo de cipreste usado para construir o templo antigo, descobriram que ele contém certas substâncias químicas tão repugnantes para os roedores que eles não roem nada que esteja revestido com elas. A indústria madeireira japonesa produz cerca de 4.000 toneladas de serragem desse cipreste por ano, e espera-se que os compostos extraídos da serragem possam substituir alguns dos venenos usados no controle de pragas.

Precauções com a vitamina A



De acordo com um estudo de 22.000 gestantes, publicado na revista The New England Journal of Medicine, as futuras mães devem evitar tomar vitamina A demais. Embora certa quantidade de vitamina A seja essencial para a saúde e o desenvolvimento do embrião, o estudo chegou à conclusão de que o excesso pode ser prejudicial. A recomendação diária de vitamina A para gestantes é de 4.000 unidades internacionais, diz o boletim informativo Tufts University Diet & Nutrition Letter, mas as mulheres que tomam mais de 10.000 unidades por dia “têm duas vezes e meia mais riscos de dar à luz um bebê com defeitos congênitos do que uma mulher que toma a dose normal”. Como o corpo armazena vitamina A, o consumo exagerado da vitamina, mesmo antes da gravidez, pode trazer riscos para o bebê. O estudo não encontrou provas de que o beta-caroteno, um produto natural que é parcialmente convertido em vitamina A no organismo, faça mal.

domingo, 4 de julho de 2010


▪ “Cerca de um terço das meninas nos Estados Unidos fica grávida antes dos 20 anos.” — CENTROS DE CONTROLE E PREVENÇÃO DE DOENÇAS, EUA.
▪ Uma pesquisa nos Estados Unidos sobre violência doméstica realizada com 420 homens descobriu que “aproximadamente 3 de cada 10 deles haviam sido espancados ou agredidos de outros modos” por suas parceiras. — AMERICAN JOURNAL OF PREVENTIVE MEDICINE.

Pais com dificuldade de mostrar afeto



“Um número crescente de pais precisa de um manual de instruções de como interagir com seus filhos pequenos, visto que aparentemente são incapazes de mostrar afeto”, disse a revista polonesa Newsweek Polska. Precisam aprender o básico, como abraçar, brincar e cantar para os filhos. Essas atividades são fundamentais para o desenvolvimento equilibrado deles. Mas pesquisas mostram que, “nas famílias polonesas, ver TV e passear no shopping estavam em primeiro lugar nas coisas mais comuns que os pais fazem com os filhos”. Brincar juntos apareceu só em sexto lugar.

Divórcio planejado



Um número recorde de australianos está assinando um tipo de contrato pré-nupcial que exige certos requisitos relacionados ao estilo de vida da outra pessoa, disse o jornal Sunday Telegraph de Sydney, Austrália. Esses contratos especificam como os casais dividirão seus bens caso venham a se divorciar. Muitos desses contratos estipulam o estilo de vida que cada cônjuge deve manter para que o casamento perdure. As cláusulas podem especificar o limite de peso de cada um dos cônjuges, quem deve cozinhar, limpar, levar o lixo para fora, dirigir, ou então se será permitido ter animais em casa e quem vai levar o cachorro para passear. Christine Jeffress, advogada, observa que as pessoas “têm menos expectativas de que seu relacionamento dure para sempre”.

Pornografia afeta crianças



As crianças começam a ver vídeos violentos e pornográficos na internet cada vez mais cedo. De acordo com Heinz-Peter Meidinger, presidente da Associação Alemã de Filólogos, meninos de 12 anos ou mais geralmente sabem como e onde encontrar sites de conteúdo extremamente violento ou sexualmente degradante. Embora as crianças não pareçam ser afetadas, muitas ficam chocadas e perturbadas ao ver imagens assim. Heinz-Peter aconselha os pais a se interessarem no que passa na mente dos filhos e na tela do computador deles.

Crianças poliglotas


Muitos pais acham que expor os filhos a um segundo idioma vai comprometer a habilidade deles de falar a língua materna. Mas, na realidade, ocorre o oposto, constatou uma equipe de pesquisadores liderada pela neurocientista Laura-Ann Petitto, em Toronto, Canadá. “Nascemos com um tecido neural . . . que nos habilita a aprender idiomas”, comentou Laura-Ann, “e que pode assimilar múltiplos idiomas”. Na escola, crianças bilíngües têm um desempenho melhor do que as que falam apenas um idioma. No entanto, segundo o jornal Toronto Star, “os pais devem tomar a iniciativa em ensinar os filhos um segundo idioma se querem que eles se beneficiem totalmente disso”.